Novo estudo indica que vitamina K pode fazer bem para saúde óssea | Firme Forte | Osteoporose

Novo estudo indica que vitamina K pode fazer bem para saúde óssea

Comer alimentos ricos nesta vitamina, como vegetais verdes e folhosos, salsa, ameixa, abacate ou kiwi, ajuda a garantir a ingestão mínima necessária diariamente

Ao contrário de outras “primas famosas”, a vitamina K tem seus benefícios conhecidos por poucas pessoas. Os médicos já sabem há tempos que este nutriente auxilia o corpo a produzir proteínas necessárias para coagulação sanguínea normal. Na verdade, a vitamina K é tão importante que as pessoas que tomam anticoagulantes devem se cuidar para manter os níveis desta substância estáveis. No entanto, recentemente, um número crescente de estudos aponta também para benefícios para a saúde óssea de quem ingere este nutriente.

Mesmo que não seja tão importante para os ossos como o cálcio e a vitamina D, baixos níveis de vitamina K circulando no sangue estão associados à baixa densidade óssea. Da mesma forma, diversos estudos mostram que a suplementação de vitamina K oferece ganhos para a saúde óssea. Na verdade, novas evidências apontam que esta vitamina tem potencial para diminuir a perda de massa óssea em mulheres pós-menopáusicas e também oferecer ganho de força óssea, além de limitar ou diminuir os riscos de fraturas em pessoas com osteoporose.

Um destes estudos sugere que mulheres que comem pelo menos 110 microgramas de vitamina K por dia têm 30% menos chances de fraturar o quadril, comparadas a quem ingere menos do que isso. Comer uma folha de vegetal verde reduz o risco de fratura de quadril pela metade, comparadas a quem come apenas uma vez por semana. Outro estudo mostrou que mulheres pós-menopáusicas com osteopenia que comeram 100 gramas de ameixas por dia, durante um ano, apresentaram maior densidade óssea na coluna vertebral e no antebraço do que naquelas que comiam 75 gramas de maçã seca por dia. Um terceiro estudo ainda associou baixos níveis de vitamina K à baixa densidade óssea em mulheres, mas não em homens.

A vitamina K está presente em um amplo leque de alimentos, que inclui:

- Vegetais folhosos como espinafre, couve, nabo, salsa, alface romana e alface crespa (K1);
- Vegetais como Couve-de-Bruxelas, brócolis, couve-flor e repolho (K1);
- Frutas como ameixas, kiwi, abacate, amoras, figos e ruibarbos (K1);
- Peixes, carne de fígado, ovos, cereais (K2);

Mais um indício de como é importante manter uma alimentação rica e variada para garantir que o corpo receba todos os nutrientes necessários para uma boa saúde óssea e geral!

Com informações do IOF. Leia a matéria aqui.

Twitter

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Arquivos

Depoimentos [+] outros depoimentos

O dimensionamento do problema da osteoporose no Brasil é muito importante para que medidas de prevenção e tratamento eficazes sejam implementadas.

Partindo da premissa de ser um problema de saúde pública, uma vez que atinge cerca de 30% das mulheres após a menopausa, de acordo com os estudos epidemiológicos nacionais (SAPOS, SAPORI, VIGITEL), a população, médicos e outros profissionais de saúde, bem como políticos e organizações não governamentais, precisam unir forças para enfrentar e superar essa relevante questão de saúde.

Dr. Marcelo Pinheiro, Reumatologista da Unifesp e Chefe do Ambulatório de Osteoporose

21/09/2011

Lorem ipsum dolor sit amet

“A osteoporose é real e afeta a todos. É preciso mobilizar a todos e mostrar que embora difícil, é possível conviver com a doença, trabalhar e ter uma vida normal.”

Suely Roitman, Presidente da FENAPCO

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Teste de Osteoporose

ToolsTesteOsseo

São apenas 19 perguntas simples para você descobrir como está a saúde dos seus ossos.

Teste de Osteoporose