Artrose pode aparecer com diminuição do hormônio estrogênio | Firme Forte | Osteoporose

Artrose pode aparecer com diminuição do hormônio estrogênio

Desgaste da articulação é comum na menopausa 

A osteoartrite, mais conhecida como artrose, é uma doença de causa inflamatória, que leva a degeneração da articulação. A doença pode ter várias causas e também está associada a diminuição do hormônio estrogênio em mulheres, que atua como protetor das articulações e dos ossos. Com a chegada da menopausa, por volta dos 50 anos, o nível desse hormônio sofre uma queda significativa e consequentemente a mulher pode sofrer de artrose e osteoporose.

A doença, igualmente, atinge os homens a partir de meio século de vida. O problema ocorre porque eles, normalmente, carregam cargas mais pesadas, quando comparados ao gênero feminino. Os locais mais comumente atingidos pela artrose são: joelhos, quadris, mãos e coluna vertebral para ambos os sexos. Ainda, o exame de Raio X possibilita o diagnóstico da artrose, sendo capaz de avaliar o grau da perda da cartilagem na região afetada.

“Dependendo da gravidade da osteoartrite, ocorre maior ou menor desgaste da cartilagem e com esse afilamento, os ossos podem entrar em atrito fazendo com que o paciente sinta dor ao colocar carga sobre a articulação e até mesmo quando realizam movimentos habituais. O inchaço e rigidez na articulação afetada também são sinais comuns nessa doença. Ainda, é corriqueiro um som de fricção (crepitação) quando se faz algum movimento”, explica a Dra. Pérola Grinberg Plapler, Divisão de Medicina Física – IOT – HC – FMUSP e membro da Abrasso.

Os sintomas da osteoartrite se manifestam dependendo do estágio da doença: o primeiro aparece durante a realização de uma atividade física, desaparecendo assim que interrompida. No segundo momento surge após a prática de exercício, mantendo-se por um período, mesmo após a interrupção da atividade. Já, no terceiro quando a artrite já está mais avançada, a dor independe do indivíduo ter praticado algum treino.

Não há cura para a doença, mas a dor pode ser controlada com medicação prescrita pelo médico, atividade física correta, perda de peso, terapias alternativas como acupuntura. Em último caso, quando todo o resto não foi capaz de diminuir a dor ou evitar a progressão, as cirurgias são recomendadas.  A doença atinge cerca de 10% da população brasileira, segundo dados da Sociedade Brasileira de Reumatologia, no ano de 2013.

“A perda de peso pode ser uma maneira de diminuir o risco de artrose, uma vez que uma de suas causas é exatamente a sobrecarga sobre as articulações. Além disso, sabe-se hoje que a gordura funciona como produtora de substâncias inflamatórias (adipocinas), capazes de piorar o quadro da doença”, sugere a Dra. Pérola.

Contudo, uma alimentação rica em antioxidantes que inclui, por exemplo,  vitamina C, encontrada em morango, abacaxi e laranja, além de alimentos ou suplementos ricos em magnésio, zinco e vitamina B12 também podem ser benéficos. Além disso, praticar exercício físico, principalmente de fortalecimento, de forma moderada, pode ajudar tanto na prevenção quanto no tratamento dessa doença.

Twitter

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Arquivos

Depoimentos [+] outros depoimentos

Embora o tratamento medicamentoso da osteoporose seja capaz de reduzir em até 60% o aparecimento de novas fraturas, o ideal é inicia-lo antes que a primeira fratura tenha ocorrido.

 

Dra. Vera L Szejnfeld, médica reumatologista, atual Diretora Científica da ABRASSO.

21/09/2011

Lorem ipsum dolor sit amet

“A osteoporose é real e afeta a todos. É preciso mobilizar a todos e mostrar que embora difícil, é possível conviver com a doença, trabalhar e ter uma vida normal.”

Suely Roitman, Presidente da FENAPCO

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Teste de Osteoporose

ToolsTesteOsseo

São apenas 19 perguntas simples para você descobrir como está a saúde dos seus ossos.

Teste de Osteoporose