Alimentação na população idosa | Firme Forte | Osteoporose

Alimentação na população idosa

Conforme os anos vão passando, é possível perceber mudanças no corpo, nas funções fisiológicas e na força física. Com isso, inúmeros idosos acabam por modificar a rotina e a alimentação por se sentirem menos dispostos e pela alteração no paladar. No entanto, a prática de atividade física é benéfica nessa fase da vida e a alimentação equilibrada também auxilia na manutenção da saúde.

Depois dos 65 anos há tendência para redução da massa muscular, problemas no aparelho locomotor, no equilíbrio e propensão ao surgimento de doenças cardiovasculares, osteoporose, entre outras. Esse conjunto de fatores leva o idoso a diminuir a prática de atividade física. No entanto, nesta faixa etária, atividades de lazer, como jardinagem e caminhada; tarefas domésticas e locomoção já podem ser considerados exercício físico.

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, recomenda-se a prática regular de 120 minutos de exercícios aeróbios, como caminhadas e natação, e três treinos de força muscular por semana, como pilates, musculação ou ginástica localizada para a população idosa. A combinação de atividades aeróbias e anaeróbias de intensidade moderada e respeitando os limites de cada pessoa, melhora o equilíbrio, fortalece os músculos e auxilia na mobilidade.

 

A alimentação não pode ficar de fora. A ingestão de proteínas é essencial para o organismo devido a importância dos aminoácidos nas funções metabólicas, imunológicas e hormonais. Assim, o aporte proteico deve acontecer em quantidade suficiente para ajudar na diminuição da perda muscular decorrente da idade. Enquanto para adultos saudáveis é recomendado o consumo de 0,8g de proteína/ kg de peso corporal por dia, para idosos esse valor vai para 1,0g de proteína/ kg de peso corporal por dia, de modo a garantir a capacidade funcional e saúde do idoso. Essas quantidades podem ser atingidas por meio de alimentos como: iogurtes, bebidas à base de soja, carnes (de preferência brancas), entre outras fontes.

 

Além disso, o consumo de carboidratos e gorduras também precisa estar em níveis adequados para garantir a boa nutrição desse público. Dar preferência aos grãos integrais, cereais e às gorduras boas, como azeite de oliva, creme vegetal, entre outros, são alternativas para complementar a alimentação dos idosos. Também é necessário lembrar das vitaminas e minerais, provenientes principalmente de verduras, legumes e frutas, e que auxiliam para uma alimentação completa.

 

O respeito pela limitação e individualidade dos idosos é essencial para entender o tipo de exercício físico adequado e a melhor escolha de alimentos para cada pessoa. Ficar atento a esses detalhes pode ajudar os adultos da “melhor idade” a terem mais disposição e saúde para realizar as atividades diárias.

 

Fonte: A Tribuna

 

Twitter

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Arquivos

Depoimentos [+] outros depoimentos

“A informação faz toda a diferença em nossa vida, inclusive na nossa saúde. Com a campanha Seja Firme e Forte objetivamos levar conhecimento a todos, para que tenham hábitos saudáveis de vida  e garantam a saúde de seus ossos em todas as fases da vida, e também para que as pessoas saibam reconhecer as situações de risco que possam enfraquecer seus ossos, de forma a procurarem os profissionais de saúde precocemente, para prevenir as doenças ou, quando necessário, resgatar sua saúde óssea.”

Luiz Claudio Castro, Endocrinologista Pediatra.

21/09/2011

Lorem ipsum dolor sit amet

“A osteoporose é real e afeta a todos. É preciso mobilizar a todos e mostrar que embora difícil, é possível conviver com a doença, trabalhar e ter uma vida normal.”

Suely Roitman, Presidente da FENAPCO

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Teste de Osteoporose

ToolsTesteOsseo

São apenas 19 perguntas simples para você descobrir como está a saúde dos seus ossos.

Teste de Osteoporose