Conheça atividades físicas e cuidados especiais para prevenir acidentes e possíveis fraturas entre os idosos | Firme Forte | Osteoporose

Conheça atividades físicas e cuidados especiais para prevenir acidentes e possíveis fraturas entre os idosos

Na terceira idade, os reflexos e a capacidade de locomoção das pessoas já não são como na juventude. Por isso, pequenos detalhes do ambiente doméstico, como rugas no tapete ou pisos mais lisos, podem funcionar como verdadeiras armadilhas para os idosos, já que sempre podem provocar escorregões, tropeços e quedas entre eles. “Além de ocasionar graves ferimentos, acontecimentos como estes podem dar origem a fraturas sucessivas, já que pessoas na terceira idade podem ser portadoras de doenças osteometabólica, como a osteoporose. Por isso, é fundamental garantirmos um ambiente mais seguro para elas e, na medida do possível, incentivá-las a manter a boa forma para que a sua mobilidade funcional e equilíbrio também melhorem”, afirma a fisioterapeuta Aurora Mafra Cabral, colaboradora da comissão científica da Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (ABRASSO).

 

Para atingir esse objetivo, a fisioterapeuta tem algumas dicas. Uma delas é que os idosos, inclusive os que já possuem algum comprometimento na qualidade óssea, pratiquem com regularidade exercícios aeróbicos leves que podem ser obtidos em sessões de tai chi chuan ou mesmo durante uma caminhada, por exemplo. Em seguida, a médica indica o exercício resistido progressivo por meio do levantamento regular de pequenos pesos, para fortalecimento muscular e ósseo, além da realização de treinamentos corretivo-posturais. Ela também aconselha evitar flexões para a frente do tronco, especialmente, em combinação com rotação lateral (torção), durante a prática de qualquer tipo de exercício ou atividade cotidiana. “Ações como estas dão mais equilíbrio e desenvoltura aos idosos na prática de seus afazeres diários”, explica a fisioterapeuta. “Por isso, também ajudam a reduzir a ocorrência de quedas e fraturas tanto vertebrais, quanto as mais sérias, como as de quadril”, acrescenta a médica.

 

Embora as atividades físicas sejam importantes, Aurora ressalta que elas, por si só, não são suficientes para garantir o bem-estar dos idosos. Segundo a fisioterapeuta, tudo o que pode facilitar a ocorrência de acidentes dentro de casa também precisa ser eliminado. “Para isso é preciso fazer mudanças na disposição dos móveis e na decoração. Outra medida que vale a pena é promover a instalação de suportes e corrimãos para aumentar o número de apoios manuais pela casa”, afirma Aurora. Para saber como deixar a residência mais segura, cômodo a cômodo, confira mais algumas dicas da fisioterapeuta:

 

Sala
. Evite tapetes soltos e pisos encerados;
. Deixe as passagem desobstruídas, livres de fios e extensões elétricas;
. Escolha poltronas e cadeiras com apoio para os braços para que o idoso possa se apoiar na hora de sentar e levantar.

 

Quarto
. Evite deixar o piso escorregadio com o uso de cera, por exemplo;
. Troque tapetes soltos por carpete bem preso ao chão;
. Tenha sempre um abajur do lado da cama com interruptor de fácil acesso ou algum tipo de dispositivo ligado a tomada para iluminação;
. Utilize calçados antiderrapantes;
. Evite andar de meia. Elas podem ser escorregadiças;
. Colchões firmes e camas em altura confortável facilitam deitar e levantar;

 

Corredor
. Se possível, deve ficar iluminado e livre, isto é, sem qualquer tipo de mobília;

 

Cozinha
. Utilize armários com altura adequada, evitando o uso de bancos ou escadas para alcançar a parte superior do móvel. Isso evita acidentes;
. Utilize um apoio para descanso do pé, quando for parar por muito tempo cozinhando, lavando ou passando roupa. Isso evita sobrecarga na coluna;

 

Banheiro
. Mantenha o local bem iluminado com lâmpadas fluorescentes e cortinas claras;
. Utilize vasos sanitários mais altos para evitar desequilíbrios;
. Instale barras de apoio paralelas ao vaso e dentro do box;
. Coloque tapetes antiderrapantes dentro e fora do box;
. Utilize cortinas no lugar de portas de correr de vidro;

 

Crédito das fotos: benjaminasmith via Compfight cc | eljoja via Compfight cc

Twitter

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Arquivos

Depoimentos [+] outros depoimentos

O dimensionamento do problema da osteoporose no Brasil é muito importante para que medidas de prevenção e tratamento eficazes sejam implementadas.

Partindo da premissa de ser um problema de saúde pública, uma vez que atinge cerca de 30% das mulheres após a menopausa, de acordo com os estudos epidemiológicos nacionais (SAPOS, SAPORI, VIGITEL), a população, médicos e outros profissionais de saúde, bem como políticos e organizações não governamentais, precisam unir forças para enfrentar e superar essa relevante questão de saúde.

Dr. Marcelo Pinheiro, Reumatologista da Unifesp e Chefe do Ambulatório de Osteoporose

21/09/2011

Lorem ipsum dolor sit amet

“A osteoporose é real e afeta a todos. É preciso mobilizar a todos e mostrar que embora difícil, é possível conviver com a doença, trabalhar e ter uma vida normal.”

Suely Roitman, Presidente da FENAPCO

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Teste de Osteoporose

ToolsTesteOsseo

São apenas 19 perguntas simples para você descobrir como está a saúde dos seus ossos.

Teste de Osteoporose