Pilates pode ser uma boa opção no combate à osteoporose | Firme Forte | Osteoporose

Pilates pode ser uma boa opção no combate à osteoporose

Desde muito pequeno, o alemão Joseph H. Pilates tinha fascinação pelo corpo humano. Ele era extremamente doente, tinha raquitismo, asma e mais uma porção de enfermidades que o fizeram se interessar por uma melhora na qualidade de vida.

Foi esse interesse pela saúde que o levou a desenvolver o que, hoje, conhecemos como Pilates: um método de exercícios de baixo impacto que promete, além de fortalecimento de músculos e ossos, melhorar a postura global do praticante e, de quebra, dar mais flexibilidade, força e disposição.

O Pilates apresenta um leque de mais de 500 exercícios para serem praticados, sempre com calma e equilíbrio do centro de força do corpo. Diferente de outras técnicas, o Pilates trabalha a força e o alongamento ao mesmo tempo. Além disso, ele enfatiza a respiração, item fundamental na vida.

A grande vantagem do Pilates é que, para praticá-lo, basta querer e procurar um médico para saber se não há nenhuma restrição. Ou seja, pode ser feito por idosos, jovens, sedentários e até mesmo atletas, porque os ajudam a entender o funcionamento do corpo e a melhorar o desempenho do esportista, de acordo com a área de atuação. Por ser uma modalidade que traz impacto, ainda que baixo, o Pilates também pode ser indicado para o tratamento da osteopenia ou para sua evolução, a osteoporose.

 

Como o Pilates pode auxiliar na prevenção e tratamento da osteoporose? – Um estudo realizado durante alguns anos sobre o impacto da atividade física de um modo geral, na saúde de mulheres idosas, mostrou que as que se exercitaram durante este período tiveram um aumento da massa óssea de 2,3%. Por outro lado, as mulheres que permaneceram sedentárias durante esse tempo mostraram uma diminuição de 3,3%.

Os exercícios físicos para o tratamento da osteoporose devem promover fortalecimento, equilíbrio e coordenação. Além disto, a força muscular sobre os ossos constitui o estímulo fundamental para a manutenção e o aumento da massa óssea. Dessa forma, exercícios que trabalham contra a gravidade são mais efetivos, uma vez que o esforço para sua realização é maior.

Um programa ideal de atividade física deve ter exercícios aeróbios de baixo impacto, exercícios de fortalecimento muscular e exercícios de propriocepção (que treinam a capacidade em reconhecer a localização espacial do corpo, melhorando também a coordenação, equilíbrio e agilidade), a fim de diminuir a incidência de quedas.

Sabendo que é muito importante que esses exercícios sejam realizados com o paciente suportando o seu próprio peso, em função da força que os músculos exercem sobre os ossos da coluna e dos membros inferiores, o PhysicalMind Institute de Nova York desenvolveu o Standing Pilates. Trata-se de exercícios do método clássico desenvolvido por Joseph Pilates, adaptados para a posição de pé com a finalidade de aumentar alinhamento postural, desenvolver força, equilíbrio, concentração e aumentar a densidade mineral óssea.

 

Cuidados: uso de aparelhos deve ser autorizado pelo médico 

O primeiro passo para garantir um bom treinamento é escolher um instrutor confiável. Não tenha vergonha de perguntar se ele possui certificação em um curso profissional de Pilates. As certificações brasileiras exigem que o futuro instrutor possua formação acadêmica em fisioterapia, educação física ou dança.

Vale a pena escolher o seu professor de acordo com seus objetivos: fisioterapeutas são mais habilitados para dar aulas com ênfase em reabilitação. Educadores físicos são indicados se a meta é performance e condicionamento. Já o profissional da dança é o mais preparado para orientar trabalhos artísticos. Em estúdios conceituados, três alunos por instrutor é o máximo permitido. Algumas escolas trabalham com cinco alunos, mas, para isso, contam com a presença de um instrutor e um assistente. Aulas particulares são sempre a melhor pedida.

Há pelo menos quatro aparelhos indispensáveis para uma boa aula: cadillac, reformer, cadeira combo e barril. Certifique-se de que o estúdio escolhido possui todos eles. Outros itens a serem observados são relacionados à estrutura: paredes espelhadas ajudam a corrigir o seu movimento e o tipo de solo mais adequado e confortável é o de EVA (Etil Vinil Acetato). A maioria dos estúdios oferecem aulas gratuitas de test drive. Experimente, antes de escolher o seu estúdio.

De acordo com a Dra. Pérola Grinberg Plapler, diretora técnica da Divisão de Medicina Física da FMUSP – Faculdade de Medicina da USP e membro da Diretoria Científica da ABrASSO, é preciso cuidado para que os pacientes de osteoporose não façam exercícios inadequados. “Dependendo da coordenação e do grau de osteoporose, pode haver algum risco em alguns destes aparelhos. Para evitá-los, é importante lembrar que os exercícios devem ser feitos de forma segura, sem causar dor ou qualquer desconforto. O uso dos aparelhos só deve ser autorizado após uma avaliação e verificação de possíveis limitações para sua execução”, completa.

Twitter

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Arquivos

Depoimentos [+] outros depoimentos

O dimensionamento do problema da osteoporose no Brasil é muito importante para que medidas de prevenção e tratamento eficazes sejam implementadas.

Partindo da premissa de ser um problema de saúde pública, uma vez que atinge cerca de 30% das mulheres após a menopausa, de acordo com os estudos epidemiológicos nacionais (SAPOS, SAPORI, VIGITEL), a população, médicos e outros profissionais de saúde, bem como políticos e organizações não governamentais, precisam unir forças para enfrentar e superar essa relevante questão de saúde.

Dr. Marcelo Pinheiro, Reumatologista da Unifesp e Chefe do Ambulatório de Osteoporose

21/09/2011

Lorem ipsum dolor sit amet

“A osteoporose é real e afeta a todos. É preciso mobilizar a todos e mostrar que embora difícil, é possível conviver com a doença, trabalhar e ter uma vida normal.”

Suely Roitman, Presidente da FENAPCO

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Teste de Osteoporose

ToolsTesteOsseo

São apenas 19 perguntas simples para você descobrir como está a saúde dos seus ossos.

Teste de Osteoporose